CrossFit na terceira idade: aluno de 71 anos mostra que é possível e diz “Aqui eu estou acordando”

Como a maioria de nós sabemos, a prática de atividade física é essencial para mantermos a saúde em dia. Há quem pense que devido à algumas limitações da terceira idade a prática do CrossFit seja impossível, mas quando o planejamento do treino é pensado e individualizado dentro da capacidade de cada um, tudo se torna possível.

Fizemos uma entrevista com o Sr. Armando (71), Ex- Professor Titular como Doutor na Aeronáutica, aluno da Trinus CrossFit, que nos contou como o CrossFit está melhorando a sua vida.

Nós: O que o Sr. fazia antes de conhecer a modalidade?
Sr. Armando: Para não ficar parado fisicamente, comecei a andar nas ruas, a acelerar os passos, até chegar ao ponto de correr 4km por dia, três vezes por semana. Academia eu não queria mais fazer, Pilates, mas sempre houve alguma decepção.

Nós: O que te levou a escolher o CrossFit?
Sr. Armando: Quando apareceu o CrossFit, eu fui procurar na internet para saber o que era isso. Esperei a Trinus abrir e iniciei. Achei excelente a ideia! Minha busca era em “acordar” os músculos e articulações adormecidas devido ao sedentarismo e a falta de exercícios adequados para isso. As pessoas vão se desmontando sem saber. E na Trinus eu sarei mesmo de todas as dores. Aqui eu estou acordando!

Nós: O que mais te chamou atenção na Trinus CrossFit?
Quando fiz a minha primeira aula, o que mais me impressionou foi a atenção pessoal dentro das condições físicas de cada pessoa e a capacidade de adaptar os exercícios de maneira que todos possam se superar sem a pressão de que tem se arrebentar para chegar lá antes da hora. Isso é um muito importante.

Nós: O Sr. levanta peso durante as aulas? Pula nos caixotes? Pula corda?
Sr. Armando: Faço tudo. Corda, caixote, peso. Já fiz 115lbs (52kg) no Back Squat (agachamento com a barra nas costas).

Nós: O CrossFit te ajuda nas suas tarefas diárias?
Sr. Armando: Sim. Bem-estar, sinto conforto físico. Estou recuperando um corpo que não precisa de medicamentos, nenhum absolutamente. Todo o movimento, desde à ida ao supermercado, ao Shopping Mueller que são 4km, eu vou à pé. Vou e volto. A minha disposição é essa. Sentar no carro já é um problema de consciência, eu evito o carro.

Nós: Qual foi a sua maior dificuldade nesses meses de prática?
Sr. Armando: A maior dificuldade foram as barras suspensas, os pesos. Que mexeu muito com a estrutura dos ombros, mobilidade, equilíbrio. Os programas de prevenção e fortalecimento que a Trinus planeja para o nosso dia a dia, ajudaram nos movimentos que eram uma impossibilidade inicial, um exemplo: levantar uma barra olímpica masculina com pesos, e que hoje em dia já levanto com naturalidade, eu diria. A técnica do movimento e o desenvolvimento da massa muscular estão muito diferente, sinto uma grande diferença até no meu tônus muscular.

Nós: O que o Sr. tem sentido de benefício nesses 6 meses praticando?
Sr. Armando: Estou vendo muito resultado. Emagreci bastante, ao mesmo tempo ganhei massa muscular. Estabilidade, saúde e outra coisa, aquela ansiedade de comer que a vida sedentária produz, também se foi. Eu até “rejeito” a comida (no bom sentido) e me atendo ao solicitado no momento das refeições.

Aqui na Trinus o CrossFit é inteligente! Já agendou a sua aula experimental com a gente?

Nos vemos em breve!! 😉

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *